Dívidas Ocultas: FMI a favor da partilha de responsabilidades

Published in Economia
sexta, 11 maio 2018 09:52
Rate this item
(0 votes)

O Fundo Monetário internacional, FMI, considera legítima a posição que vem sendo defendida pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e demais actores da sociedade, sobre a necessidade da partilha de responsabilidade entre o Estado moçambicano e o grupo de credores das empresas EMATUM, PROINDICOS e MAM.

 

O Representante residente do FMI, em Moçambique, Ari Aisén, diz que a decisão é soberana e cabe a justiça.

Ari Aisén falava, esta quinta-feira, em Maputo, à margem de uma palestra dirigida aos estudantes da Universidade Pedagógica, sob o lema conjuntura económica de Moçambique, para além das estatísticas e políticas económicas.

Enquanto isso, a fonte refere que é fundamental o governo reforcar as políticas de restrição, para reduzir o défice orçamental, agravado pela difícil conjuntura económica que marcou o período 2015-2016. 

O reforço das políticas restritivas não pode afectar ao pacato cidadão, de acordo com o FMI. (RM)

Read 278 times

Escolha do editor

Publicidade

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Sunny

24°C

Maputo, MZ

Sunny

Humidity: 74%

Wind: 17.70 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Conosco