África do Sul acusada de tratamento desumano a imigrantes ilegais

quarta, 11 julho 2018 13:20
Rate this item
(0 votes)

O Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos de Moçambique acusa as autoridades sul-africanas de deportarem cidadãos moçambicanos de "forma desumana", exortando Pretória a respeitar as leis internacionais.

 

"Não se deve, só pelo facto de estar lá na África do Sul ilegalmente, tratar como se fosse animal, tratar de forma desumana", declarou o director nacional dos Direitos Humanos do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Albachir Macassar, citado esta quarta-feira pelo diário O País.

Os moçambicanos encontrados a viver ilegalmente na África do Sul, prosseguiu, são transportados como se fossem animais em comboios, em condições de violação das regras internacionais.

Albachir Macassar afirmou que a África do Sul deportou no ano passado 45.283 moçambicanos, dos cerca de 400 mil que vivem naquele país.

O director nacional dos Direitos Humanos do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos assinalou que Moçambique tem sido um exemplo no tratamento dos estrangeiros que estão no território nacional, cumprindo os tratados sobre a matéria.

"Se olharmos para a forma como o país trata os estrangeiros, podemos afirmar que Moçambique cumpre as convenções internacionais", disse Albachir Macassar. (RM-NM)

Read 430 times

Escolha do editor

Publicidade