Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Morte de Dhlakama: Comissão Política da Renamo reúne-se na Beira

Published in Recomendado
sexta, 04 maio 2018 18:14
Rate this item
(0 votes)

A Comissão Política da Renamo reúne-se na cidade da Beira, em Sofala, para decidir sobre o programa oficial das cerimónias fúnebres do líder do Partido que perdeu a vida por doença, nesta quinta-feira.

 Membros deste órgão máximo da Renamo começaram a chegar na cidade da Beira, onde já se encontram o Secretário-geral, Manuel Bissopo, a chefe da Bancada, Ivone Soares, e o chefe da Defesa e Segurança, general Issufo Momade.

Entretanto, continuam as reacções sobre a morte do líder da Renamo, Afonso Dhlakama.

O Presidente do Conselho Cristão de Moçambique, em Sofala, apela a calma e serenidade, sublinhando que a morte do líder da Renamo deve encorajar os moçambicanos a trabalhar em prol da paz definitiva e estabilidade do país.

Apelo idêntico surgiu do Embaixador da Suíça em Moçambique e Presidente do Grupo de Contacto no Diálogo Político, Mirko Manzoni.

Manzoni diz que a união dos moçambicanos vai permitir a conclusão do trabalho iniciado pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e pelo líder da Renamo na busca de uma paz duradoura no país.

O académico moçambicano Severino Nguenha lamenta a morte do líder da Renamo, Afonso Dhlakama, e afirma que esta perda não deve fragilizar os avanços alcançados no diálogo com o Presidente da República, Filipe Nyusi.

Nguenha diz que é tempo de a Renamo se reinventar, para prosseguir com os esforços visando o alcance da paz efectiva no país.

Para o académico Edilson Munguambe, Afonso Dhlakama fez a sua parte e é preciso, agora, que os seus seguidores façam valer os seus ideais.

O Embaixador da Suíça em Moçambique e Presidente do Grupo de Contacto no Diálogo Político, Mirko Manzoni, considera que a morte do líder da Renamo, Afonso Dhlakama, deve constituir um momento de união dos moçambicanos, em prol da paz.

Em comunicado, Mirko Manzoni diz que a união dos moçambicanos vai permitir a conclusão do trabalho iniciado pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e pelo líder da Renamo na busca de uma paz duradoura no país.

O Embaixador da Suíça refere que Afonso Dhlakama deixa um legado ao país e enaltece o seu contributo nos esforços em curso para uma paz efectiva em Moçambique.

Por seu turno, a Embaixada dos Estados Unidos da América diz que Dhlakama trabalhou para promover os objectivos da descentralização e desmilitarização, que servirão de pilares para um acordo de paz duradouro entre a Renamo e o Governo moçambicano.

O Presidente da República, Filipe Nyusi afirmou, esta quinta-feira, que o desaparecimento físico do líder da Renamo Afonso Dhlakama é uma perda para todo o povo moçambicano.

O Presidente da República lamentou pelo facto de não ter conseguido ajudar atempadamente na recuperação do estado de saúde do líder da Renamo.   Os restos mortais do líder da Renamo Afonso Dhlakama já estão na cidade da Beira.

O Líder da Renamo perde a vida numa altura em que o dialogo visando a pacificação efectiva do País regista progressos assinaláveis.

Recorde-se que o Presidente da República, Filipe Nyusi, já submeteu à Assembleia da República a proposta de descentralização do poder, resultante dos consensos alcançados no processo de diálogo sobre a paz com o líder da Renamo, Afonso Dhlakama. (RM)

Read 2139 times Last modified on sábado, 05 maio 2018 10:52

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Breezy

27°C

Maputo, MZ

Breezy

Humidity: 60%

Wind: 40.23 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco