Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Colômbia recomeça negociações com ELN, última guerrilha activa no país

Published in Mundo
sexta, 11 maio 2018 08:29
Rate this item
(0 votes)

O governo colombiano e a guerrilha do Exército de Libertação Naciona recomeçaram, esta quinta-feira, negociações de paz em Havana, procurando um novo cessar-fogo bilateral que permita considerar o fim do mais antigo conflito armado do continente americano.

Iniciadas em fevereiro de 2017 em Quito, a capital equatoriana, as discussões mudaram de país de acolhimento depois do Equador recuar devido a um aumento da violência na sua fronteira com a Colômbia.
"Alcançar a paz na Colômbia é uma aspiração histórica de toda a região e do planeta", declarou na abertura das discussões o representante cubano Ivan Mora.
Para Gustavo Bell, negociador-chefe do governo colombiano, este novo ciclo visa "alcançar um cessar-fogo mais sólido", que "permita chegar às eleições com paz absoluta" e que acabe com os "raptos, recrutamento de crianças" e "ataques às infra-estruturas".
"Nenhum obstáculo nos fará levantar da mesa" de negociações, assegurou Pablo Beltran, chefe da delegação do ELN.
O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, recompensado com o Nobel da Paz em 2016 após ter negociado um acordo de paz histórico com a principal guerrilha do país, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), deseja um acordo semelhante com o ELN "o mais rapidamente possível".
Mas tendo em conta que deixará o poder em agosto, Juan Manuel Santos admite que tal será difícil.
Última guerrilha activa na Colômbia, o ELN, de inspiração cristã e nascido em 1964, está no seu quinto ciclo de discussões com o governo.
As duas partes chegaram em Outubro de 2017 a um cessar-fogo histórico, que durou 101 dias. Quando as tréguas terminaram em Janeiro de 2018 não foram renovadas, tendo o governo colombiano acusado o ELN -- com cerca de 1.500 combatentes -- de vários ataques. A guerrilha também acusou o governo de desrespeitar o cessar-fogo.
O objectivo de Santos é conseguir uma "paz completa" na Colômbia, um país dilacerado por meio século de conflito armado entre guerrilhas, paramilitares, traficantes de droga e agentes do Estado, que causou oito milhões de vítimas entre mortos, deslocados e desaparecidos.
Mas os seus esforços podem ser em vão se a direita, que se opõe às negociações e cujo candidato é o favorito nas sondagens, ganhar as presidenciais de 27 de Maio.
Face a este perigo, Pablo Beltran apelou a todas as tendências políticas no seu país para "respeitarem o conteúdo dos acordos e prosseguirem o esforço pela paz".(RM/NMinuto)

Read 135 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Mostly Clear

20°C

Maputo, MZ

Mostly Clear

Humidity: 92%

Wind: 17.70 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Conosco