www.rm.co.mz

A+ A A-

PGR concede a Kroll mais um mês para concluir auditoria

Classifique este item
(0 votos)

A Procuradoria-Geral da República, PGR, em colaboração com a Embaixada da Suécia e o Fundo Monetário Internacional, FMI, decidiu conceder à multinacional Kroll Associates UK mais um mês para a conclusão da auditoria forense a Proindicus, Empresa Moçambicana do Atum, Ematum e MAM, Moçambique Asset Management.

Assim, a Kroll, uma das melhores empresas de auditoria do mundo, deverá apresentar o seu relatório final até 31 de Março próximo, refere um comunicado de imprensa da PGR.

A auditoria forense é financiada PELA Embaixada da Suécia em Maputo.
A Kroll é a empresa contratada pela PGR para realizar uma auditoria internacional independente as três empresas que contraíram elevados empréstimos com garantias do governo e sem o aval da Assembleia da República, o parlamento moçambicano.
Inicialmente, a PGR concedeu a Kroll um período de 90 dias para concluir a missão. Esse prazo significava concluir a auditoria até finais de Fevereiro corrente.
A auditoria tem por objectivo verificar a existência de infracções de natureza criminal, entre outras, no processo da constituição, financiamento e funcionamento das referidas empresas.
Segundo a PGR, “a Kroll procedeu a entrega, em Janeiro de 2017, de um relatório preliminar, que forneceu dados sobre o nível de realização da Auditoria conforme o estabelecido nos Termos de Referência”.
Neste relatório, foram descritos os progressos alcançados e delineados os passos subsequentes.
A PGR explica que “o trabalho realizado pelo Auditor inclui a análise de extensas informações financeiras e outra documentação disponível, visitas aos escritórios das três empresas, visitas a infra-estruturas e equipamentos em diversos pontos do país, entrevistas a membros do Governo, funcionários públicos e trabalhadores das três empresas, e outras personalidades”.
A Kroll também solicitou informações e documentos adicionais às empresas fornecedoras, bancos e outras instituições, nacionais e estrangeiras, para completar ou esclarecer a documentação fornecida pelas três empresas.
Uma vez que estas diligências de recolha e tratamento da informação são complexas e ainda estão em curso, no país e no estrangeiro, envolvendo mecanismos de cooperação internacional, com o auxílio da Procuradoria-Geral da República, a Kroll solicitou mais tempo para a conclusão da auditoria.
Por isso, a PGR afirma que “em colaboração com a Embaixada da Suécia, financiadora da auditoria e com o FMI, concordou em estender o período da auditoria em um mês, devendo o relatório final ser apresentado até 31 de Março de 2017”.
As três empresas obtiveram empréstimos de mais de dois bilhões de dólares de bancos europeus, principalmente Credit Suisse e VTB da Rússia, designadamente 850 milhões de dólares para Ematum, 622 milhões para Proindicus e 535 milhões para MAM.
Estes empréstimos são comerciais, ou seja com elevadas taxas de juros e curtos períodos de reembolso.

Uma vez que os empréstimos têm uma garantia do governo moçambicano, acrescentaram 20 por cento à dívida externa de Moçambique, que ultrapassou de longe os limites da sustentabilidade. (RM-PGR)

Login para post comentários

Rádio Online - A. Nacional

Emissor Provincial de Gaza

Emissor Provincial de Sofala

RM Desporto

Tempo

Error: Unable to set cache write permissions.
See file DOCUMENTATION


Weather data OK.
Maputo
28 °C

Breves

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Direcção de Informação:  email: dinfoweb@rm.co.mz; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP - 2015. Implementado por mozclique.com

Login or Register

LOG IN

Register

User Registration