Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Desconhecimento da Lei de Petições inquieta Parlamentares

quinta, 05 julho 2018 13:54
Rate this item
(0 votes)

Um grupo de deputados da Comissão de Petições, Queixa e Reclamações da Assembleia da República mostrou-se preocupado pela pouca disseminação pública e consequente apropriação, pelos cidadãos, da Lei de Petições, Queixa e Reclamações aprovada pelo parlamento moçambicano e em vigor no país.

 

Trata-se da Lei que regulamenta e disciplina o direito de apresentar petições, queixas e reclamações perante autoridades competente, que segundo os parlamentares revela-se incipiente ao conhecimento de cidadãos sobretudo na Província de Gaza.

Esta preocupação foi manifestada, esta quarta-feira, em Xai-Xai, capital da província de Gaza, no último dia de trabalho daquela grupo de deputados que trabalhou durante 5 dias, tendo como objectivo auscultar peticionários e entidades visadas naquele ponto do país.  

“As pessoas ainda não dominam esta ligação entre a AR e o cidadão na vertente de petições, queixas e reclamações. Isto pode ser motivado pela fraca disseminação da legislação”, disse não ocasião, em conferência de imprensa de balanço, o subchefe do grupo de deputados que escalaram a província de Gaza, Fernando Mendes Lavieque.

Lavieque entende que se não houver boa divulgação das leis que são aprovadas pela AR, em particular a lei de petições, queixas e reclamações, vai parecer que a AR não responde os problemas do cidadão, uma vez que as inquietações do cidadão são muitas no dia-a-dia.

 “É necessário que se divulgue a legislação aprovada pela Assembleia da República, uma medida que vai contribuir para que o cidadão seja capacitado a exercer a sua cidadania com conhecimento, bem como possibilitará a mensuração do trabalho do parlamento e seu impacto na vida da população”, disse Lavieque

O parlamentar exortou aos governos distrital e provincial a tomarem a dianteira na divulgação da legislação, o que segundo ele vai permitir que o cidadão se sinta amparado para a resolução dos problemas que o apoquentam no seu dia- a- dia.

“O cidadão não pode ficar sem saber onde recorrer quando os seus direitos são violados, enquanto a AR está de portas abertas através da CPQR, onde as inquietações dos cidadãos são tratadas da mesma forma sem olhar na sua dimensão nem no seu conteúdo, sublinhou o Parlamentar”, para quem a Comissão de a CPQR vai continuar a fazer campanha para a necessidade da maior divulgação a Lei de Petições, Queixa e Reclamações e vai explicar aos cidadãos como o dispositivo funciona.

O deputado Lavieque explicou que as petições que estão em tramitação judicial ou tenham sido julgados a AR fica limitada, em termos da lei, salientando que “uma parte dos casos que são remetidos a apreciação da AR se encontram nesta situação”.

“O que nós fizemos, no caso de petições que estão em tramitação judicial, é oficiar a Procuradoria-Geral da Republica (PGR) para sabermos o ponto de situação e de alguma forma pressionar para que a solução do cidadão tenha um tratamento célere”, acrescentou o deputado.

A visita daquele grupo de deputados a província de Gaza é suportada financeiramente pelo Projecto da União Europeia (UE), no âmbito do Contrato de Subvenção assinado entre a AR de Moçambique e a União Europeia. (RM)

Read 218 times

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Partly Cloudy

15°C

Maputo, MZ

Partly Cloudy

Humidity: 97%

Wind: 11.27 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco