Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

O 15 de Outubro é o Dia Internacional da Bengala Branca

Published in Cultura
sábado, 13 outubro 2018 09:32
Rate this item
(0 votes)

Foi estabelecido pela Federação Internacional de Cegos, em 1970.

 

Este dia é consagrado à orientação e mobilidade no processo de reabilitação e integração da pessoa com deficiência visual.

Bengala Branca é um instrumento de orientação utilizado por pessoas com deficiência visual, permitindo-lhes uma mobilidade livre e segura. Serve para descobrir obstáculos físicos que se impõem ao longo da sua marcha.

A Bengala Branca é igualmente considerada, um símbolo de independência, liberdade e confiança. A sua utilização permite a pessoa com deficiência visual movimentar-se livremente, dentro dos condicionalismos existentes. Actualmente, graças à aprendizagem das suas técnicas, é habitual ver pessoas com deficiência visual utilizar uma bengala branca para se movimentar nas ruas, atravessando-as, entrando nos transportes públicos, etc.

Através de uma aprendizagem específica, a pessoa com deficiência visual utiliza a bengala em conjunto com os seus demais sentidos. A utilização da Bengala branca tem essencialmente duas técnicas: a técnica dos dois toques e a técnica em cruz. Este uso permite criar pontos de referência que a ajudam a identificar determinados locais, como por exemplo: um sinal de trânsito, um declive, mudança de piso, saliência numa parede, etc.

Destina-se este dia, tal como acontece com tantos outros ao longo do ano, sensibilizar as populações para problemáticas que embora digam respeito á nossa sociedade, são muitas vezes esquecidas por estarem em causa minorias.

A cegueira foi durante muitos séculos considerada a maior fatalidade, na medida em que significava a perda do sentido dos sentidos, o que dava as pessoas com essa deficiência uma limitação a todos os níveis, sendo vistos como um pesado fardo para a sociedade e um sinónimo de ignorância, vindo a subsistir a frase: “quem não sabe é como quem não vê”.

Felizmente a realidade de hoje é substancialmente diferente. Com a invenção do sistema Braille, o aparecimento das produções áudio e, mais recentemente o acesso à informática e à Internet, estas pessoas passaram a ter acesso a toda a informação e às mais variadas fontes de cultura. A cegueira deixou assim de ser o drama a que era associada, para ser uma limitação quase totalmente contornável, na medida em que as pessoas com deficiência visual passaram a fazer uma vida quase normal, distinguindo-se mesmo em variados domínios.

Será por isso importante este dia internacional, para mostrar aos menos esclarecidos, esta realidade para que vejam e aceitem as pessoas com deficiência visual como cidadãos com os mesmos direitos e muitas vezes possuidoras de grandes capacidades. Daí que, a ACAMO propõe promover durante a semana alusiva ao Dia Internacional da Bengala Branca, diversas actividades visando motivar e encorajar outras pessoas com deficiência visual a utilizar a bengala, bem como sensibilizar a sociedade em geral a respeitá-la.

Estas serão realizadas nas comunidades residenciais, nos locais de maior aglomeração pública e nas instituições que concorrem para uma mobilidade segura na via pública, tais como; a Polícia, INATER, escolas de condução, Ministério de Transporte e Comunicações, Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Conselhos Municipais e outras.

Conforme o acordo a estabelecer com a respectiva estação emissora, serão constituídos painéis de debate, que irão reflectir em torno da inclusão da pessoa com deficiência visual no desenvolvimento da sociedade em Moçambique.

Nessa reflexão, tomar-se-á como foco, as barreiras que impedem a melhor integração social da pessoa com deficiência visual e a importância da bengala branca para a sua autonomização.

Poderão fazer parte da reflexão, as instituições que directa ou indirectamente concorrem para uma mobilidade segura deste grupo.

Com a finalidade de divulgar as potencialidades artístico-culturais das pessoas com deficiência visual e, deste modo despertar a consciência de que estas pessoas podem participar de igual modo no desenvolvimento da sociedade, propõe-se promover em parceria com as instituições e entidades individuais que prosseguem fins de índole cultural, tais como a Rádio Moçambique, músicos, poetas e outros, um sarau cultural, onde serão abordados temas que versam sobre a importância da data e difundir mensagens de boas práticas sobre a inclusão das pessoas com deficiência visual.

Além de artistas com deficiência visual que irão apresentar os seus números em forma de música e declamação, irão participar outros artistas convidados que não sejam pessoas com deficiência visual por forma a criar um ambiente de convivência inclusiva.

As actividades comemorativas do Dia Internacional da Bengala Branca, terão a duração de uma semana (12 a 19 de Outubro) tendo como epicentro da sua realização, as cidade de Maputo e da Matola.

As mesmas decorrerão sob o lema: “Bengala Branca: Por uma Locomoção Segura e Independente, Abrindo Caminhos para a Inclusão das Pessoas com Deficiência Visual em Moçambique”. (RM)

Read 305 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Sunny

24°C

Maputo, MZ

Sunny

Humidity: 63%

Wind: 30.58 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco