Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Moçambique: Governo procura alternativas para reduzir a desnutrição crónica

quinta, 12 abril 2018 19:07
Rate this item
(0 votes)

O Secretariado Técnico de Segurança Alimentar, SETSAN, considera que Moçambique perde anualmente 62 biliões de meticais, mais de 10,9 por cento do seu Produto Interno Bruto anual, devido a desnutrição crónica.

Estes dados foram tornados públicos esta quinta-feira, no lançamento do estudo “Preencher a Lacuna de Nutrientes”, apesentado pela SETSAN e pelo Programa Mundial de Alimentação, PMA e procura formas de tornar as dietas das famílias mais nutritivas. 

Falando em conferência de Imprensa, a directora de Politicas e Planificação do SETSAN, Cláudia Lopes, disse que as taxas de prevalência de desnutrição córnica, no País, “são mais baixas no sul, mais elevadas no centro e mais elevadas ainda no norte”. 

Para Lopes, a prevalência da desnutrição córnica é superior a 50 por cento nas províncias de Nampula e de Cabo Delgado. 

A fonte esclareceu que uma vez concluído, o estudo será disseminado nas províncias para promover maior consciencialização e para fornecer opções contextualizadas para uma intervenção integrada de todos os sectores, nomeadamente, Governo e Parceiros.

“Agora precisamos de mobilizar recursos para realizar as acções com mais eficácia de custos priorizando as populações mais vulneráveis”, disse Cláudia Lopes, para quem em Moçambique existem problemas relacionados com a ingestão de alimentos de baixo valor nutritivo e outros relacionados com doenças. 

“Há casos em que as populações produzem alimentos altamente nutritivos não para o consumo próprio, por razões culturais e tabus preferem comercializa-los”, realçou.

Na ocasião, Karin Manente, do PMA disse que a iniciativa hoje apresentada não era apenas um estudo, mas sim uma comparação da relação custo-eficácia de várias opções necessárias para reduzir a desnutrição e ajudar o País a atingir a fome zero.

“Há várias opções de intervenção ao nível das províncias e distritos e a discussão que se seguirá a estes níveis tem em vista identificar as preferências em termos de alimentos para se fazer as combinações e saber quais são os custos”, explicou.

Este estudo esta a ser implementado em 15 países do mundo e Moçambique e o quarto em África a adoptá-lo. (RM)

Read 1044 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Apesar do avanço da tecnologia, há, ainda, quem aposta na criação de plataformas de música não digit...

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Clear

20°C

Maputo, MZ

Clear

Humidity: 82%

Wind: 19.31 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco