Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
Destaques

Destaques (109)

Moçambique e O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, disse hoje que as relações entre os dois povos nascem da proximidade das fronteiras e também das afinidades étnico-culturais que reforçam essa irmandade, construída com muito sacrifício durante a longa e tortuosa noite colonial. 

O Chefe do Estado falava durante o almoço oferecido pela visita que Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, efectua a Moçambique, no seu périplo por alguns países da África Austral.

Segundo o Chefe do Estado, para a continuidade e consolidação destas relações, Moçambique privilegia a cooperação económica-empresarial e político-diplomático, para que se materialize a visão de paz e o progresso dos libertadores dos dois países.

“Servirmo-nos deste ensejo para fazer menção à qualidade das longínquas relações entre Moçambique e África do Sul, onde se destaca, a complementaridade e a cooperação que fazem dos dois países parceiros naturais”, disse o Presidente Nyusi, acrescentando que já é tempo de elevar estas relações para outros patamares, para delas se colher benefícios rumo ao progresso dos dois países e povos.

“O nosso Governo estabeleceu como prioridade a maximização das vantagens comparativas para promover a competitividade das nossas economias, no contexto bilateral e da integração regional, e por isso há necessidade de continuidade da implementação célere dos instrumentos de cooperação existentes, e dos que, em função dos interesses das partes, possam vir a ser criados”, referiu o Presidente Nyusi.

Por seu turno, o Presidente da República da África do Sul, Cyril Ramaphosa, agradeceu ao Presidente Nyusi pela recepção envolvente que ofereceu a si e à sua delegação, acrescentando que a presente visita que visa mostrar o respeito que o povo da África do Sul tem pelo Chefe do Estado moçambicano, assim como pelo seu povo.

“Achamos um grande privilégio visitar o povo do país irmão, porque estes dois países tem ligações históricas, culturais, políticas e económicas, que são fortificadas pela contínua relação entre os dois povos, que somente estão separados pela fronteira, mas que são um e único povo”, disse o Presidente sul-africano.

Para Ramaphosa, a sua visita a Moçambique visa fortificar as relações e estabelecer bases e fundações sólidas, tanto na área económica, no comércio e outras, assim como para ter a certeza que os dois povos caminham juntos para o futuro.(RM /GP)

Moçambique e África do Sul fortalecem laços de amizade e cooperação.

Com efeito, o Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, efectua, hoje, uma vista de um dia à Moçambique.

Um dos pontos mais altos da visita serão as conversações oficiais entre o Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi,e o seu homólogo sul-africano, em Maputo.

A visita de Ramaphosa tem como objectivo fortalecer e aprofundar os laços históricos de solidariedade, amizade e de cooperação política, económica, social e cultural entre Moçambique e África do Sul.

Os dois estadistas vão ainda avaliar o estágio da cooperação bilateral.

Cyril Ramaphosa visita Moçambique pela primeira vez desde que tomou posse, em Fevereiro, como presidente da África do Sul. (RM)

O Conselho Técnico de Gestão de Calamidades analisa, esta sexta-feira em Maputo, em sessão extraordinária, o impacto da praga da lagarta do funil de milho, mosca da fruta e a doença do mal do Panamá, na produção agrícola.

Um documento recebido na nossa Redacção indica que no encontro, os membros deste órgão vão tomar decisões para o controlo destas pragas que estão a condicionar a actividade agrícola no país.

A reunião segue-se a decisão do Governo em investir mais de 168 milhões e seiscentos mil meticais na vigilância e prevenção de novas pragas, no período entre 2018-2021, nas principais fronteiras nacionais.

O plano de acção deverá incidir sobretudo no controlo da Lagarta do funil do milho, mosca da fruta, amarelecimento letal do coqueiro, lagarta mineira do tomateiro e mal do Panamá, bem como necrosa letal do milho. ( RM )

O sector da Saúde estabeleceu, o prazo de 30 dias, para o grupo especializado, apresentar um plano de eliminação da transmissão vertical do HIV/Sida e da sífilis no país.

A decisão foi tomada na última reunião do Programa nacional de controlo das Infecções de Transmissão sexual, HIV e Sida, do Ministério da Saúde, que vinha decorrendo, desde última terça-feira.

O programa recomenda, ainda, a aceleração do sistema de vigilância às Infecções de Transmissão sexual, para monitorar situações de resistência aos antibióticos e o reforço das intervenções a nível da população prisional. (RM)

Prossegue, em Nampula, a contagem dos votos da segunda volta da eleição intercalar realizada esta quarta-feira.   

Em trezentas e quarenta, das quatrocentas e uma mesas, Amisse Cololo, candidato da Frelimo soma trinta e quatro mil quinhentos e oitenta e três votos, o correspondente a 44.2%.

Paulo Vahanle, candidato da Renamo conta com quarenta e oito mil novecentos  e vinte e cinco votos o que corresponde a uma percentagem de 55.8%.

Fora igualmente contabilizados nas trezentas e quarenta mesas, faltando por contabilizar ainda sessenta mesas, seiscentos e noventa e oito votos em branco e novecentos e sessenta e dois votos nulos.

Numa primeira avaliação, “a eleição decorrei de uma forma ordeira e pacífica”, segundo a Sala da Paz, uma plataforma de monitora em observação eleitoral, constituída por organizações da sociedade civil.

“A Polícia portou-se bem na protecção dos locais de votação, o problema de cadernos eleitorais foi ultrapassado e nenhum eleitor foi impedido de votar por falta de cartão de eleitor”, refere a Sala das Paz.

A Rádio Moçambique vai continuar a trazer mais informação sobre a contagem dos votos da segunda volta da eleição intercalar realizada, esta quarta-feira, na cidade de Nampula. (RM Nampula)

Três pessoas morreram vítimas de descargas eléctricas e quatro por afogamento, este ano, na sequência das chuvas qua caiem na província da Zambézia

Três pessoas morreram vítimas de descargas eléctricas e quatro por afogamento, este ano, na sequência das chuvas qua caiem na província da Zambézia

NO mesmo período, as chuvas destruíram totalmente sessenta e duas salas de aula e inundaram mais de duzentos hectares de culturas agrícolas diversas e mais de cento e quarenta quilómetros de estrada estão em risco de danificação.

Chinde, Mopeia, Mocuba, Milange, Dere, Maganja da Costa, Morrumbala, Nicoadala e Pebane são os distritos mais afectados pelas intempéries.

A delegada do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) na Zambézia, Maria Madalena Lúcio, que revelou o facto, durante a quinta sessão do governo provincial, disse que a situação está normalizada e caso agrave-se, o INGC está pronto a intervir. (RM Zambézia)

Homens armados voltam a atacar aldeia de Chitolo, no distrito de Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado.

Na sequência do ataque ocorrido na noite de segunda-feira, os homens armados mataram uma pessoas, queimaram cinquenta casas e saquearam bens da população.

As Forças da Defesa e Segurança já estão na Aldeia Chitolo, que fica localizada a cerca de vinte quilómetros da sede da localidade Unango, um dos sítios onde ocorreu o primeiro ataque dos homens armados a uma unidade policial e da Força de protecção de recursos naturas, no dia 4 de Outubro do ano passado.

Este é o regresso das atrocidades protagonizadas por homens armados, depois de uma relativa acalmia nos distritos de Nangade, Mocímboa da Praia e Palma, onde a população já tentava retomar as suas actividades normais. (RM C. Delgado)

O Presidente da República, Filipe Nyusi, dirige esta manhã, em Michafutene, distrito de Marracuene, província de Maputo, a décima terceira Cerimónia de Graduação em Ciências Policiais.

Trata-se de um acto que acontece num momento em que a Academia de Ciências Policiais, uma instituição de ensino superior, prepara-se para o lançamento do programa das celebrações dos 20 anos da sua criação.

A ACIPOL ministra cursos de licenciatura, mestrado académico e mestrado profissional em Ciências Policiais, tendo como finalidade assegurar a prestação de um serviço policial de qualidade na prevenção e combate à criminalidade. (RM)

O governo vai investir mais de 168 milhões e seiscentos mil meticais na vigilância e prevenção de novas pragas, no período entre 2018-2021, nas principais fronteiras nacionais, como são os casos de Negomano, em Cabo Delgado, Machipanda, em Manica e Ressano Garcia, em Maputo. 

O plano de acção deverá incidir sobretudo no controlo de algumas pragas já identificadas a exemplo da lagarta do funil do milho, mosca da fruta, amarelecimento letal do coqueiro e outras.
O facto foi anunciado, esta terça-feira, pela porta-voz do Governo, Ana Comoana, no final de mais uma sessão do Conselho de Ministros.
Na sessão de ontem, o governo apreciou e aprovou igualmente o regulamento de atribuição de ajudas de custo e de abono de passagens, nas deslocações em missão de serviço, dos funcionários e agentes do Estado.
O novo regulamento, aprovado pelo executivo moçambicano, para além de determinar as entidades competentes para conceder este subsídio, fixa limites de tempo e de distância na atribuição do mesmo.(RM)

O Presidente da República, Filipe Nyusi, exortou esta segunda-feira a nova direcção da CTA para que continue a ser parceira fundamental na reforma institucional e de políticas económicas, que viabilizam o fluxo de negócios no país.

O chefe do Estado que falava, em Maputo, num jantar, pela realização da quinta conferência anual do sector privado, frisou que Moçambique regista progressos para se tornar num dos melhores lugares do Mundo para se fazer negócio.

Filipe Nyusi pronunciou-se igualmente sobre a última publicação do doing-business, afirmando que os resultados devem deixar os moçambicanos desafiados e mais inconformados, para introduzir reformas mais arrojadas, que contribuam para o desenvolvimento da economia nacional.

 Presidente da República reconheceu perante os empresários que a corrupção é um de entre vários obstáculos que afectam o bom ambiente de negócios no país. (RM)

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Mostly Clear

20°C

Maputo, MZ

Mostly Clear

Humidity: 94%

Wind: 11.27 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Conosco