Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
Ciência & Tecnologia

Ciência & Tecnologia (97)

Afinal quantos banhos devemos tomar?

Written by
Published in Ciência & Tecnologia
terça, 20 março 2018 10:53

Há quem só se sinta realmente limpo após tomar um longo duche. Mas será que é realmente necessário tomar banho todos os dias ou até saudável de todo?

"Acho que nos banhamos mais por razões estéticas do que outra coisa", diz Elaine Larson, médica e especialista em doenças infecciosas e professora na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. "Geralmente as pessoas acreditam que tomam banho diariamente por motivos de higiene, mas falando a nível de bacteriológico isso não é de todo verdade". Segundo Larson, os sabonetes e líquidos usados na higiene diária são superados pelo sabão que continua a combater mais eficazmente as doenças infecciosas. E quando toma duche, esfregar e esfoliar não são de todo actividades benéficas. "Tomar banho vai remover, por exemplo, o odor a suor caso tenha ido ao ginásio. Mas não o vai proteger de bactérias – lavar as mãos regularmente é muito mais eficaz".
De acordo com vários estudos, banhos em excesso podem deixar o organismo mais propenso a contrair certas infeções. A água tem tendência a secar a pele, sujeitando-a ao aparecimento de feridas, que por sua vez são um habitat propício ao desenvolvimento de germes, explica Larson.
Outros especialistas concordam. "A maioria das pessoas toma banhos a mais", diz o médico dermatologista Brandon Mitchell, docente na Universidade de George Washington.
Mitchell afirma que lavar a pele em demasia pode retirar à derme os óleos essenciais que a compõe, e prejudicar a capacidade deste órgão se defender das bactérias – fragilizando assim o sistema imunitário.
Então afinal quantos banhos deve tomar? “Provavelmente um ou dois por semana”, garante Mitchell.(RM /NMinuto)

O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, lança, hoje, em Maputo, o Concurso Nacional de Inovações para o Desenvolvimento Comunitário.
De acordo com um comunicado de imprensa recebido na nossa Redacção refere a competição que tem como objectivo, identificar a nível nacional, as soluções inovadoras no processo da produção, processamento e conservação de hortícolas.
O concurso é promovido pelo Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias para o Desenvolvimento Comunitário em parceria com o Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar, e apoio da MOZAL, Fundo das Nações Unidas para a Alimentação, OXFAM Moçambique, Fundo Nacional de Investigação e Televisão de Moçambique. ( RM)

Ferramenta gratuita também promete manter a sua página inicial como sempre desejou.

Aqueles aplicativos opcionais, barras de ferramentas, browsers e extensões para navegadores que acabam por ser instalados quando baixa programas podem ser evitados. A ferramenta gratuita para Windows Unchecky é capaz de controlar a instalação de programas no seu PC e promete manter a sua página inicial do jeito que você sempre desejou. Conforme relata o TechTudo, o recurso é compatível tanto com o Windows XP quanto com versões mais recentes do sistema. Para instalar a ferramenta basta aceder à página de download do Unchecky. Em seguida, é preciso executar o arquivo baixado, seleccionando o idioma desejado e clicando em "instalar".
+ Cibertaques aumentaram por conta das eleições russas, diz empresa
Após a exibição da mensagem de alerta do UAC do Windows, clique em "sim" para autorizar a ferramenta a realizar as mudanças necessárias no dispositivo. Por fim, você só precisa aguardar e "encerrar" para que o assistente conclua a instalação do app.
Ainda segundo o TechTudo, a ferramenta vai monitorar automaticamente todos os programas que serão instalados no seu computador. Você pode acompanhar o processo ao abrir um programa, através de um duplo clique no ícone à esquerda do relógio. Na opção "registro de actividade" é possível ver o relatório detalhado e em "configurações" você pode escolher qualquer mudança no funcionamento. Para acrescentar excepções, deve seleccionar "add...", sugerir alteração e em seguida "aplicar" para salvar. (RM NMinuto)

Maputo: Lançado o projecto Moz-Award

Written by
Published in Ciência & Tecnologia
sábado, 17 março 2018 15:11

Maputo acolheu, esta sexta-feira, o lançamento do projecto Moz Award, cujo objectivo é potenciar ideias de desenvolvimento agrário entre mulheres ligadas à promoção da investigação agro-pecuária no país.

Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal da Universidade Eduardo Mondlane, UEM, diz já ter descoberto dois pesticidas ecológicos com capacidade para o controlar a praga da lagarta do funil do milho.

O Investigador da UEM, Domingos Cugala, indicou que os investigadores trabalham para reduzir os custos de produção do pesticida.

Neste momento a praga da lagarta está a dizimar culturas de milho, no país. (RM)

O Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique (INCM) reitera a proibição importação, comercialização e utilização em território nacional de telefones celulares de marca Samsung Galaxy Note 7, por representar risco a saúde dos utilizadores e pessoas próximas.

Numa nota de imprensa o INCM refere igualmente que é proibida a importação, comercialização e utilização no país de dispositivos que usam a tecnologia que operam na faixa de frequências de 1900 a 2100 Mega Hertz, reservada a serviços de telefonia móvel celular.
A comunicação surge na sequência de se ter constatado o aumento de casos de uso no país de equipamentos de radiocomunicações e telecomunicações que perigam a saúde dos utilizadores e provocam interferências que prejudicam diferentes serviços de telecomunicações.
A Autoridade Reguladora das Comunicações adverte que no âmbito do exercício dos seus poderes, vai confiscar todos os equipamentos não-homologados ou que violem a legislação em vigor. ( RM)

O sector de Saúde estabeleceu, esta quinta-feira, o prazo de 30 dias, para o grupo especializado, apresentar um plano de eliminação da transmissão vertical do HIV/Sida e da sífilis, cujos índices são preocupantes.

Num momento de maior pressa certamente que já retirou da entrada USB uma pen de armazenamento do computador sem aviso. Se o fez é praticamente certo que também se tenha questionado sobre as consequências desta acção ou sequer se tem alguma.

Pois bem, de acordo com uma publicação na plataforma Quora este é um hábito que pode vir a querer mudar. Remover a pen USB em segurança usando os comandos do computador faz com que sejam levadas a cabo os processos de gravação devidos. São 30 segundos adicionados relevantes para que o computador finalize todos os processos em andamento, garantindo assim que todo o progresso é gravado com sucesso.

E se não o fizer? Ainda que não seja garantido que tenha qualquer dano, corre o risco de ‘confundir’ o computador e perder dados, corromper ficheiros de sistema ou até encerramentos inesperados de programas. (RM /NMinuto)

Cientista Stephen Hawking morre aos 76 anos

Written by
Published in Ciência & Tecnologia
quarta, 14 março 2018 10:49

O físico britânico Stephen Hawking, cujo trabalho na área da relatividade e dos buracos negros se destacou, morreu, esta terça-feira, aos 76 anos de idade, na sua casa em Cambridge, anunciou a sua família.
"Estamos profundamente tristes com a morte, hoje, do nosso adorado pai. Foi um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado permanecerão por muitos anos", escreveram os filhos do cientista, Lucy, Robert e Tim, num texto divulgado pelas agências noticiosas.
No texto, os filhos de Stephen Hawking acrescentam que a sua coragem e persistência, assim como a sua inteligência e humor inspiraram pessoas por todo o mundo.
"Ele disse um dia que 'este não seria um grande universo se não fosse a casa das pessoas que amamos'", acrescentam os filhos.
Hawking é um dos cientistas com maior destaque desde o físico alemão Albert Einstein. A sua obra "Uma Breve História do Tempo" é um dos livros mais vendidos no mundo.
Apesar de sofrer de esclerose lateral amiotrófica desde os 21 anos, Hawking surpreendeu os médicos ao viver mais de 50 anos com esta doença fatal, caracterizada pela degeneração dos neurónios motores, as células do sistema nervoso central que controlam os movimentos voluntários dos músculos.
Em 1985, uma grave pneumonia deixou-o a respirar por um tubo, forçando-o, desde então, a comunicar através de um sintetizador de voz electrónico.
Mas Hawking continuou a desenvolver as suas pesquisas na área da ciência, a aparecer na televisão e casou pela segunda vez.
Professor de matemática na universidade de Cambridge, Hawking fez parte de uma das mais importantes pesquisas no ramo da física, sobre a "Teoria de Tudo".
Aquela teoria resolveria as contradições entre a teoria geral da relatividade, de Einstein, que descreve as leis da gravidade que determinam o movimento de corpos como planetas, e a teoria da mecânica quântica, que lida com partículas subatómicas.
Para Hawking, aquela pesquisa era uma missão quase divina, pois dizia que encontrar a "Teoria do Tudo" permitiria à humanidade "conhecer a mente de Deus".
Anos mais tarde, contudo, Hawking admitiu que aquela teoria talvez não exista.
Num outro livro, "O Universo Numa Casca de Noz", explica conceitos como a super gravitação, singularidade nua e a possibilidade de um universo com onze dimensões.
A combinação entre a sua obra e o facto de permanecer quase totalmente incapacitado - no final podia apenas contrair alguns músculos da cara - fez com que se tornasse um dos cientistas mais conhecidos do mundo.
Publicado em 2014, o filme "The Theory of Everything" ("A Teoria de Tudo"), retrata a sua vida e carreira académica. (RM/NMinuto)

As reservas de peixe daqui a 300 anos poderão baixar para menos de metade no Atlântico e no Pacífico se o aquecimento global não for travado, segundo um estudo publicado na revista Science por investigadores da Universidade da Califórnia.

Os especialistas em clima fizeram simulações computorizadas de como será o mundo no século XXIV se o aquecimento global se mantiver e descobriram que as temperaturas poderão subir até 9,6 graus centígrados, o que alterará drasticamente os padrões dos ventos, aumentará a temperatura da água do mar e derreterá quase todo o gelo das regiões polares.

Para a pesca, o resultado será uma quebra mundial média de 20 por cento, chegando até aos 60% no Atlântico Norte e mais de 50% no oceano Pacífico.

"Sem o gelo flutuante, que actualmente bloqueia a maior parte da luz solar, aumenta a fotossíntese", afirmou Keith Moore, da universidade norte-americana, referindo que com as alterações do clima previstas, o fitoplâncton de que os peixes se alimentam ficará concentrado na Antártida, em vez de descer para as latitudes mais baixas, e deixará de estar à superfície, descendo para profundidades maiores.

O clima está em mudança mas o calor adicional está à superfície e leva "séculos até esse calor chegar ao oceano mais profundo, alterando as correntes e acabando com o gelo polar", referiu.

"É isso que vai acontecer se não travarmos o aquecimento global, que será uma catástrofe para os oceanos", salientou, admitindo que ainda há tempo de evitar a maior parte deste aquecimento e estabilizar o clima até ao fim do século XXI.

Para isso, é preciso "reduzir agressivamente o uso de combustíveis fósseis e as emissões de poluentes com efeito de estufa", defendeu. (RM /NMinuto)

Pág. 7 de 7

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Clear

17°C

Maputo, MZ

Clear

Humidity: 61%

Wind: 22.53 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Conosco