www.rm.co.mz

A+ A A-

ONU: O Mundo enfrenta Desigualdades económicas entre Ricos e Pobres

Classifique este item
(0 votos)

O Fundo das Nações Unidas para a População, UNFPA lançou, recentemente, o Relatório da Situação Mundial da População 2017.

O acto aconteceu no Complexo Pedagógico da Universidade Eduardo Mondlane numa cerimónia dirigida pela Ministra do Género, Criança e Acção Social, Cidália Chaúque, num evento que envolvia a presença de técnicos do Ministério da Saúde e da representante da Marcha Mundial das Mulheres, Graça Samo.

O relatório, intitulado “Mundos distantes: saúde e direitos reprodutivos numa era de desigualdades”, é um documento de 140 páginas e que tem como enfoque as desigualdades económicas que o mundo enfrenta actualmente como consequência do fosso existente entre ricos e pobres.

Segundo o relatório, citando dados da Wealth-X referentes a 2015, quatro quintos da riqueza existente no Planeta Terra é detida por apenas 2.473 bilionários, sendo que a esmagadora maioria dos 7.5 biliões da população do Globo disputa os remanescentes um quinto.

O relatório aponta também a mulher e a rapariga como os elos mais fracos na esfera económica ao nível de todo o mundo e com maior incidência nos países em via de desenvolvimento. Com a falta de planeamento familiar, contracepção, casamentos precoces e devido aos casos de gravidezes não intencionais, os sonhos da mulher e da rapariga ficam prejudicados, o futuro comprometido e as esperanças desvanecidas.

A formação é interrompida, o sucesso na vida futura é perdido, aumentando a vulnerabilidade, a pobreza e as desigualdades.

A principal tese do relatório é de que a redução das desigualdades na saúde reprodutiva pode contribuir para a prosperidade de todas as pessoas e das nações.

Na verdade, o relatório ora lançado não é mero documento contendo dados estatísticos da população do Globo, mas um retrato da sua situação económica e os desafios para um mundo melhor, igualitário e inclusivo conforme preconizado nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para complementar a compreensão do conteúdo do relatório a ser divulgado esta semana, a UNFPA promoveu um debate da ocasião constituído por alguns oradores como Graça Samo do Marcha Mundial da Mulher; Andrea Marie Wojnar representante do Fundo das Nações Unidas para a População; Páscoa Wate do Ministério da Saúde e Cidália, Ministra da Mulher, Género e Acção. Nesse debate foi apresentada a necessidade de o país empoderar a mulher e a rapariga para que não continuem a ser o rosto da pobreza e das desigualdades.

Foram ainda destacadas as acções-chaves para que haja um Moçambique mais próspero, inclusivo e que permita a completa realização do potencial humano.

Ao apoiar o aumento do investimento em mulheres e meninas, o UNFPA e parceiros buscam garantir um desenvolvimento mais inclusivo através do empoderamento desses grupos, ao mesmo tempo que visam alcançar aos mais pobres e vulneráveis, de modo a abrir a porta para o desenvolvimento económico e social.

O Relatório da Situação Mundial da População 2017 é um documento de 140 páginas dividido em cinco capítulos, abordando os seguintes temas:

Capítulo 1: Desigualdades em saúde e direito;

Capítulo 2: A intersecção entre a desigualdade na saúde e nos direitos das mulheres e a desigualdade económica;

Capítulo 3: Os custos da desigualdade;

Capítulo 4: A caminho da igualdade atendendo primeiro aos que estão em situação de maior vulnerabilidade;

Capítulo 5: Inclusão acessível: acções para um mundo mais igualitário.(RM-UNFPA)

Login para post comentários

Rádio Online - A. Nacional

Emissor Provincial de Gaza

Emissor Provincial de Sofala

RM Desporto

Emissor Provincial de Nampula

Tempo

Weather data OK.
Maputo
26 °C

Breves

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Direcção de Informação:  email: dinfoweb@rm.co.mz; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP - 2015. Implementado por mozclique.com

Login or Register

LOG IN

fb iconLog in with Facebook

Register

User Registration