Rádio Moçambique

A+ A A-

Artigos

Taça CAF: Liga Muçulmana goleia Lobi Stars da Nigéria por 7-1

Liga-muculmana-goleia-nigerianosA Liga Muçulmana selou o apuramento para os oitavos-de-final da Taça CAF com uma goleada sobre o Lobi Stars da Nigéria, por 7-1, em jogo da segunda “mão” da primeira eliminatória realizado na tarde de ontem na capital do país.

A equipa moçambicana fez história ao eliminar uma equipa nigeriana o que acontece pela primeira vez no futebol moçambicano, ao conseguir uma vitória tão expressiva, anulando desta forma a derrota de 3-1 sofrida na primeira “mão”. 

A Liga entrou em campo demonstrando enorme vontade de marcar, no entanto, a ânsia de querer executar com rapidez não permitia que se aproximasse à baliza contrária com perigo. Aliás, a primeira jogada de perigo pertenceu ao Lobi Stars. Ikenna Paul ganhou espaço e rematou por cima.

Só aos 11 minutos é que a Liga criou o primeiro lance de ataque digno de registo. Muandro lança Liberty pela direita e este efectua um cruzamento tenso para a pequena área, faltou o toque final de Sonito.

Numa altura em que a Liga começava a entrosar-se melhor no 4x5x1, eis que sofre uma contrariedade. Cantoná lesiona-se com gravidade e para o seu lugar entra Mustafa. O técnico português Litos foi obrigado a “queimar” uma substituição e para piorar a situação três minutos depois sofre um golo. A defesa da Liga foi apanhada desprevenida visto que a jogada de golo parte de um lançamento junto à bandeirola de canto, uma situação aparentemente inofensiva, mas que Nwaogu Chimaobi aproveitou e bem para gizar com sucesso a baliza à guarda de Caio.

A resposta da Liga não tardou. Era preciso marcar agora três golos para pelo menos empatar, no mínimo, a eliminatória. Porém, a equipa moçambicana mostrava-se pouco confiante na hora de rematar. A falta de frieza e passividade de Sonito quando tinha apenas o “keeper” nigeriano pela frente foi o reflexo claro da falta de clarividência dos treinados de Litos na abordagem aos lances de ataque.

Estava claro que o que faltava à Liga era acertar na finalização, pois o caudal ofensivo, já justificava o golo de empate. A Liga jogava bem, trocava a bola de forma objectiva e finalmente num desses lances restabeleceu o empate. Sonito fez um excelente golo a passe de Mustafa. Com o golo a pressão aumentou e aos 37 minutos o mesmo jogador colocou a Liga em vantagem no marcador. O banco técnico do Lobi Stars ficou a protestar um fora-de-jogo que não existiu.

Os ânimos nas bancadas estavam exaltados com os milhares de espectadores a prestarem todo o seu apoio e não demorou para que “explodissem” de alegria quando Josemar de penalte fez o 3-1 empatando a eliminatória. Na sequência do lance o guarda-redes John Lawrence viu cartão vermelho por acumulação de amarelos, primeiro por ter derrubado Sonito e depois por protestos violentos.

Com o Lobi Stars a jogar com menos uma unidade durante toda a segunda parte, a Liga passou a comandar de forma mais clara as operações e logo aos 48 minutos poderia ter feito o 4-1 e passar para frente na eliminatória, mas o portentoso remate de Josephy saiu ao lado. Aliás, a equipa moçambicana entrou a todo gás e minutos depois foi a vez de Liberty desperdiçar uma soberana oportunidade de golo.

Antes dessa jogada chegou a introduzir a bola na baliza do Lobi Stars, no entanto, Sonito estava em situação irregular. O início da segunda parte foi marcado por um festival de falhanços. Hélder Pelembe, que havia entrado para o lugar de Muandro, perdeu a oportunidade de entrar em campo com o pé direito ao permitir a defesa do guarda-redes quando estava isolado. Quem estava de pontaria afinada era Sonito, que após um início de jogo pálido, “explodiu” e aos 67 minutos encheu-se de confiança e rematou colocado fazendo o seu “hat-trick”. Era o golo que apurava a Liga para a eliminatória seguinte. O espectáculo de Sonito não parou por aqui, visto que cinco minutos volvidos, fez gosto ao pé. Com os comandados de Litos a vencer, por 5-1, o momento era de dar espectáculo. Ai veio ao de cima o malabarismo de Josephy e Josemar que viu a sua boa exibição ser coroada com o sexto golo da Liga o segunda na sua conta pessoal. Nas bancadas já se ouvia “a muleza, a muleza”, cânticos que faziam todo o sentido, afinal a turma moçambicana ganhava, por 6-1, e passava à fase seguinte de forma convincente. Mas ainda houve tempo para mais um golo de Hélder Pelembe.

O árbitro do encontro, Nunkuu Parmanand, realizou um bom trabalho.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO: Nunkuu Parmanand, auxiliado por Roosaje Artad e Swamber Vinesti. Quarto árbitro: Hurburg Phar

LIGA MUÇULMANA: Caio; Cantoná (Mustafa), Aguiar, Chico e Miro; Momed Hagi, Liberty, Muandro (Hélder Pelembe) e Josephy; Josimar e Sonito

LOBI STARS: Jonh Lawrence; Terna Ikpeen, Ezekiel Bassey, Eleanya Samuel (Melai Terkaa) e Ezestephen; Iude Ebitogwa (Osas Aigbe), Ikenna Paul, Igbonoga Esosa, Okpotu Antony; Nwaogu Chimaobi (Oluseh Matheau) e Ajia Emmanuel

DISCIPLINA: “Amarelos” para Lude Ebitogwa, Igbonoba Esosa, Terna Ikpeen e Igbonoba Esosa, Melai Terkka. Cartão vermelho para John Lawerence

GOLOS: Nwaogu Chimaobi (20 min), Sonito (32, 37, 67 e 72 min), Josemar (46 e 82min), Hélder Pelembe (90min)

Com jornalnoticias.co.mz

 

Rádio Online

Tempo

Weather data OK.
Maputo
24 °C

Imagem do dia

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Direcção Comercial:  email: dcomercial@rm.co.mz; Fixo 21 300421, Fax 21 30 61 40 | Direcção de Marketing e Relações Publicas,  email: dmarketing@rm.co.mz; Fixo 21 300421, Fax 21 30 61 40; | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique - 2014. Implementado por mozclique.com

Login or Register

LOG IN

Register

User Registration